Arquivos do Blog

Cáritas Diocesana de Óbidos constrói Plano de Ação para prevenção à exploração sexual de crianças e adolescentes.

No período entre os dias 17 a 20 deste mês ocorreu na Diocese de Óbidos o seminário sobre exploração sexual de crianças e adolescentes e tráfico de pessoas sob o título “Ação e Proteção – Enfrentamento ao abuso e exploração sexual de Crianças e Adolescentes”.

De acordo com Francely Brandão, agente da Cáritas Diocesana de Óbidos, a realização do seminário serviu para subsidiar a construção de ações de prevenção contra a violência e a exploração sexual de crianças e adolescentes, ações desenvolvidas pelo projeto Ação e Proteção. O seminário, segundo ela, foi uma junção entre o projeto Ação e Proteção com a temática sobre o tráfico de pessoas.

Participaram do evento comunidades rurais e urbanas; Pastoral da Criança e Social, ambas da Diocese; Cáritas Brasileira Regional Norte 2; Comissão de Justiça e Paz (CJP) do Regional Norte 2 da CNBB; Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Centro de Referência de Assistência Social (Cras).

Sobre a temática, tráfico de pessoas, o seminário contou com a participação da Irmã Marie Henriqueta, coordenadora da CJP, no qual explicou o que é o tráfico de seres humanos e como agem os aliciadores.

De acordo com o Escritório das Nações Unidas Contra Drogas e Crime (UNODC), o tráfico de seres humanos movimenta anualmente entre US$ 7 bilhões e US$ 9 bilhões, e a maioria das vitimas são crianças, adolescentes e mulheres, aliciadas com a finalidade de serem exploradas sexualmente.

Como forma de prevenção, durante o seminário foi construído pelos participantes um Plano de Ação que será implementado com medidas preventivas que serão desenvolvidas durante este ano na cidade de Óbidos. Francely fala que o foco principal do seminário foi a construção do plano para formação de uma rede articulada de prevenção à exploração sexual de crianças e adolescentes no município em defesa junto com a igreja, conselho tutelar e demais órgãos.

Carta construída durante o Seminário de Tráfico de Pessoas será utilizada pelo Governo Federal.

O Seminário sobre Tráfico de Pessoas realizado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB Norte 2 em parceria com a Comissão de Justiça e Paz (CJP), realizado nos dias 24 a 26 de junho de 2011, no Hangar, teve como resultado a construção da Carta de Belém. A carta será utilizada como modelo para o segundo Plano Nacional de Enfrentamento de Tráfico de Pessoas pelo Governo Federal.

A Carta de Belém foi construída durante o seminário em conjunto com entidades, organizações não governamentais, representantes do governo federal e estadual e movimentos sociais e todos os participantes inscritos.

A mesma apresenta a definição sobre o que é o Trafico de Pessoas a partir do Protocolo Adicional à Convenção das Nações Unidas como o recrutamento, transporte, transferência, alojamento ou acolhimento de pessoas, recorrendo à ameaça, ao abuso de autoridade ou a situação de formas de coação, ao rapto, à fraude, engano, ou em situações de vulnerabilidade, ou à entrega ou aceitação de pagamentos ou benefícios para obter consentimentos de uma pessoa em que tenha autoridade sobre outra para fins de exploração.

A partir dos fatos apresentados durante o seminário os participantes por meio desta carta reivindicam sob três aspectos: Prevenção, Preparação às vítimas e Repressão/Responsabilização.

Leia a íntegra a Carta de Belém  clique aqui

Cáritas Norte 2 e Cáritas Cametá / Igarapé Mirim realizam atividade no combate ao tráfico de pessoas durante a festa de Sant’Ana.

Informar. É uma das formas de prevenção no combate ao Tráfico de Pessoas e exploração sexual.

A Cáritas Regional Norte 2 e Cáritas Cametá / Igarapé Mirim realizará no período de 15 a 26 de julho, em Igarapé Mirim, uma campanha de prevenção sobre o  que é  o Tráfico de Pessoas.

Aproveitando a festa de Sant’Ana, padroeira do Município, será montada um estande com apresentação de vídeos e distribuição de folders com informações sobre o que é o tráfico de pessoas, como ocorre o aliciamento e quais as consequências desse crime para com as vítimas.

Esta ação faz parte do projeto “Tecendo Parcerias para o Enfrentamento da Violência e Tráfico de Mulheres”, que abrange os municípios de Abaetetuba, Cametá e Igarapé Mirim.

 A campanha de prevenção, desenvolvida em Igarapé Mirim, é resultado da proposta da reunião nacional, que foi realizada nos dias 05 e 06 de maio, na Sede do Regional Norte 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

A atividade no município cumpriu com as propostas da reunião, que é desenvolver o projeto junto com a comunidade local; o fortalecimento por meio de mobilizações no dia do combate a exploração sexual de crianças e adolescentes (18 de maio), como ocorreu este ano em Cametá envolvendo entidades governamentais e a sociedade civil, e parcerias com a Comissão de Justiça e Paz (CJP) da CNBB Norte 2 durante o seminário de Tráfico de Pessoas realizado no Hangar nos dias 23 a 25 de junho.

O estande da Cáritas Norte 2 e Cáritas Cametá / Igarapé Mirim ficará na praça do Lago de Sant’Ana durante toda a festividade.

%d blogueiros gostam disto: