Arquivos do Blog

Mais qualificação para jovens e adultos

O Pronatec – O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) foi criado no dia 26 de outubro de 2011, com a sanção da Lei nº 12.513/2011, pela Presidente Dilma Rousseff, tem como objetivo principal expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de Educação Profissional e Tecnológica (EPT) para a população brasileira.

Para tanto, prevê uma série de subprogramas, projetos e ações de assistência técnica e financeira que juntos oferecerão oito milhões de vagas a brasileiros de diferentes perfis nos próximos quatro anos. Um dos destaques do Pronatec é a criação da Bolsa – Formação Estudante que permitirá a oferta de vagas em cursos técnicos e de Formação Inicial e Continuada – FIC, também conhecidos como cursos de qualificação.

PRONATEC

Estudantes que cursam o Ensino Médio regular ou turmas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) do meio rural e que almejam uma vaga nos cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) poderão se inscrever, no período de 20 a 31 de agosto, em um dos 15 cursos ofertados pelo programa e que serão ministrados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). As inscrições serão realizadas nas próprias instituições de ensino onde os alunos estão matriculados.

Cerca de 1500 vagas foram ofertadas, com 15 alunos por turma, distribuídas nos municípios de: Tucuruí, Tailândia, Moju, Novo Repartimento, Breu Branco, Goianésia, Capanema, Santarém Novo, Capitão Poço, Bragança, São João de Pirabas, Ourém, Garrafão do Norte, Tracuateua, Salinas, Igarapé Miri, Ulianópolis, Aurora do Pará, Dom Eliseu, Ipixuna, Irituia, Mãe do Rio, Paragominas, São Miguel do Guamá, Marabá, Canaã dos Carajás, Parauapebas, Eldorado dos Carajás, Piçarra, São Domingos do Araguaia, Castanhal, Concórdia do Pará, Curuçá, Igarapé Açu, Inhangapi, Santa Izabel,São Domingos do Capim, Santo Antônio do Tauá e Tomé-Açu, com início das aulas previstas para o dia 17 de setembro.

Os cursos ofertados pelo Senar são: Operador de máquinas e implementos agrícolas; Preparador de derivados de leite; Fruticultor; Horticultor; Avicultor de postura de corte; Psicultor; Aquicultor; Equideocultor; Apicultor; Bovinocultor de Corte; Bovinocultor de Leite; Operador de máquinas e implementos agrícolas; Cultivador e beneficiador da mandioca e Horticultor de legumes orgânicos. Para os cursos de Operador de Máquinas e implementos agrícolas, bovinocultor de corte, bovinocultor de leite e equideocultor exige-se idade mínima de 18 anos.

Maiores informações: no Portal da SEDUC (www.seduc.pa.gov.br) ou pelo
e-mail: pronatec@seduc.pa.gov.br ou pelo telefone: (91) 3201-5165 (COEM).

Texto: Fabiana Batista .

Ascom/Seduc

Cáritas Brasileira marca presença em Seminário Nacional do Cataforte

Foto divulgação

Foto divulgação

Regiões Norte e Nordeste terão prioridade  em projetos destinados aos catadores

Ocorreu entre os dias 9 e 10 de fevereiro, em Guarulhos/SP, o Seminário Nacional Cataforte Logística Solidária. A Cáritas Brasileira Regional Norte 2, na qual foi representada por Edane Acioli e a Rede Recicla Pará, por Maria Trindade Santana de Araújo, participaram do evento.

O seminário contou com a participação de lideranças do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR); o presidente da Fundação Banco do Brasil (FBB), Jorge Streit; o secretário adjunto do Ministério do Trabalho e Emprego – MTE /Senaes, Roberto Marinho; o representante do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Marcos Matias Cavalcante, o representante da Petrobrás Marcello Brandão e o secretário nacional de Economia Solidária/ MTE, Paul Singer.

O objetivo do Seminário Nacional Cataforte Logística Solidária, foi informar sobre as ações que serão desenvolvidas pelo projeto Cataforte nesta nova etapa, que deverá capacitar lideranças e proporcionar conhecimentos sobre gestão e finanças, com o intuito de proporcionar aos agentes condições de participar de todo o processo que envolva a Cadeia Produtiva dos Resíduos Sólidos.

Após o término do seminário Edane Acioli voltou para Belém muito otimista. De acordo com ela, os representantes dos diversos órgãos governamentais presentes, fizeram declarações oficiais durante o seminário dizendo que haverá novos investimentos para os catadores, e que as regiões Norte e Nordeste serão prioridade para implementar novos projetos de redes de coleta de material reciclável, e informa, “Tem, apenas para 2012, mais de 100 milhões para sair em editais e outros.”

Propostas apresentadas no seminário

Durante o Seminário foi apresentado pelo MTE/SENAES o Plano Plurianual 2012 – 2015, referente ao Programa Resíduos Sólidos.

O plano tem dois objetivos, estender o acesso aos serviços de manejo de resíduos sólidos urbanos, e que estes sejam desenvolvidos de forma ambientalmente adequada de modo que levem a uma gestão associada aos serviços e à inclusão socioeconômica de catadores de materiais recicláveis.

O segundo objetivo trata da implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, dando destaque na reestruturação das cadeias produtivas, na integração das associações, cooperativas e redes de cooperação de catadores.

Dentre as metas para 2012 – 2015 propostas pelo plano encontram-se o apoio a 100 municípios para implantação de programas de coleta seletiva; habilitar 60 mil catadores para a participação na coleta seletiva; promover e fortalecer 500 cooperativas e/ou associações e redes de cooperação de catadores para atuação na coleta seletiva , além de viabilizar infra-estrutura para 280 mil catadores.

Além das metas, os catadores serão incluídos em programas do governo, como o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), no qual serão beneficiados 90 mil catadores por meio da Formação Inicial Continuada (FIC), também conhecida como curso de qualificação. Estes são oferecidos a pessoas em situação de vulnerabilidade social.

 

%d blogueiros gostam disto: