Arquivos do Blog

Entidades discutem a criação de um Comitê Metropolitano de Combate a Violência de jovens.

Instituições que lutam contra a violência de jovens reuniram-se hoje (24) pela manhã na sede do Regional Norte 2 da CNBB para a criação de um Comitê Metropolitano de Combate à Violência de Jovens.

A reunião foi proposto pelo articulado da juventude da Cáritas Norte 2, Eraldo Paulino. Estiveram presentes na reunião de articulação do Comitê Suziane Salazar, Heitor Santos e Rafael Almeida da Pastoral da Juventude da Arquidiocese de Belém; Renata Santos, pedagoga e representante do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca – Emaús); Péricles Matos da Paróquia Luterana de Belém e colaborador do Iaçá (Grupo de Cultura Regional) e Gilson Dias da Rede Ecumênica da Juventude (Reju).

A proposta do Comitê Metropolitano de Combate à Violência de Jovens é fortalecer as ações em rede entre as várias instituições, pastorais, movimentos sociais e ONGs que lutam contra o extermínio e a violência de jovens. De acordo com Eraldo Paulino em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Espírito Santo já criaram o Comitê e várias instituições trabalham de forma articulada e em rede.

A proposta é integrar à Campanha Nacional Contra a Violência e o Extermínio de Jovens. Três eixos nortearão as ações do Comitê, Formação Política e Trabalho de Base, cujo objetivo é a conscientização e a sensibilização sobre os debates em segurança pública, sistema carcerário e direitos humanos; elaboração de texto-base e a organização de um Seminário Metropolitano para a discussão e planejamento do Comitê. No segundo eixo a sugestão está voltada para ações de divulgação como atos públicos e pré-marchas e por fim o Monitoramento da Mídia e denúncia quanto à violação dos direitos humanos, nesta última a sugestão é realiza um seminário para jornalistas e para a imprensa em geral.

Ao final foi marcada a próxima reunião para o dia 31 de outubro e outras instituições serão convidadas para compor Comitê.

Dados

Segundo dados do Mapa de Violência 2012, realizado pelo Instituto Sangari, em Belém foram registrados 760 casos de homicídios. O relatório apontou que a cidade teve seus índices mais que duplicados nas ultimas década.

Soma-se a este cenário o caso dos seis adolescentes executados no bairro de Icoaraci ocorrido no ano passado. Segundo testemunhas da época, os seis adolescentes foram um por um executados, todos ajoelhados, enfileirados e de costas com as mãos na cabeça. Os assassinos se identificaram como policiais e dispararam contra os adolescentes que tinham entre 14 a 17 anos.

Por Lilian Campelo, com informações de Eraldo Paulino

Cáritas do Norte 2 declara compromisso com a PJ na luta contra o extermínio dos jovens

 

Nesta terça-feira (10), dia de visitas missionárias no 10º Encontro Nacional da Pastoral da Juventude (ENPJ), a Cáritas Brasileira Regional Norte 2 (Pará e Amapá) divulgou uma nota em que  saúda os participantes do ENPJ e declara compromisso com “com a PJ na luta contra o extermínio dos jovens”.

Confira a nota na íntegra:

Belém/PA 10 de janeiro de 2012 

“… eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.” João 10:10 

A Cáritas Brasileira Regional Norte 2, Pará e Amapá, saúda todos os jovens reunidos no 10º ENPJ, que ocorre em Maringá.

Hoje mais do que nunca pensar  juventude  se  tornou uma  tarefa  revolucionária, visto que  as maiores vítimas de violência e injustiça são os jovens, principalmente os mais pobres. Nesse sentido firmamos o compromisso com a PJ na luta contra o extermínio dos jovens.

Assim a Cáritas Norte 2 deseja a todos e todas que o 10º ENPJ , orientados pela luz de Jesus Cristo, possam  ser  semeadores  e  semeadoras no processo de  transformação  e celebração da vida. 

Atenciosamente, 

Cáritas Brasileira Regional Norte 2 – Pará e Amapá

Fonte: Pastoral da Juventude

Começou o 10º Encontro Nacional da Pastoral da Juventude

Fonte: CNBB

Já se encontram em Maringá (PR) mais de 600 jovens que vindos de todas as regiões do Brasil para participar do 10º Encontro Nacional da Pastoral da Juventude (ENPJ). Na noite de ontem, 8, celebrando a festa da Epifania do Senhor, a missa de abertura reuniu mais de duas mil pessoas na Catedral de Maringá. Hoje, 9, pela manhã, uma cerimônia no Centro de Formação Bom Pastor, local do encontro, deu início aos trabalhos. As atividades, que incluem palestras e tarefas em grupo, continuam até o dia 14.

O Encontro Nacional é um momento em que a Pastoral da Juventude (PJ) se reúne em uma diocese para refletir, partilhar e celebrar a vida e a caminhada dos grupos de jovens. O encontro é realizado a cada três anos e pela primeira vez acontece em uma cidade da região sul do Brasil.

Programação

Na tarde de hoje, Hildete Emanuele, que foi secretária nacional da PJ no período 2008-2010, conduzirá palestra com o tema “Somos Igreja Jovem – A juventude na vida da Igreja”. Em seguida, o assessor político da CNBB, padre Geraldo Martins, fala sobre a temática “Somos Igreja jovem em mundo de mudanças”.

Amanhã, 10, durante todo o dia, os participantes serão enviados em grupos de até 50 jovens para 12 paróquias da região de Maringá, onde serão realizadas visitas missionárias. Os jovens terão a possibilidade de conhecer as realidades locais e também partilhar as experiências de ser Igreja de outras regiões do país.

Além do tema, “Somos Igreja Jovem”, o encontro tem o lema “Na ciranda da vida, a nossa missão é amar sem medida” e a iluminação bíblica extraída do evangelho de João, “Ele tendo amado os seus, amou-os até o fim” (Jo 13,1). Durante todos os dias da programação, uma equipe de jovens estará atualizando com notícias e imagens do encontro o hotsite http://www.pj.org.br/enpj e as redes sociais da Pastoral da Juventude.

PJ do Regional Norte 2 participa da 2ª Conferência Estadual da Juventude do Pará

A Pastoral da Juventude do Regional Norte II do Estado do Pará participa desde ontem, 24, da 2ª Conferência Estadual da Juventude (ConfJuvPa), que termina hoje (25). Participam mais de 15 delegados da PJ de todas as regiões do Estado. A expectativa é que saiam representantes da PJ para a Conferência Nacional de Juventude e que se construa um plano de Políticas públicas para a juventude no Estado do Pará.

“De todas as expressões que trabalham com juventude na Igreja, a PJ é a mais ativa nesse processo, tendo representantes em praticamente todas as regiões onde foram realizadas conferências territoriais”, afirma Eduardo Soares, membro da comissão organizadora estadual da conferência, representando a PJ. Para ele, A ConfJuvPa é realizada numa semana oportuna. Isso porque será celebrado em todo Brasil, no próximo domingo, 30, o 26º Dia Nacional da Juventude, que propõe políticas públicas contra a violência e o extermínio de jovens há três anos, e esse ano reflete sobre a violência contra a mulher e o protagonismo feminino.

Por: Eraldo Paulinho

%d blogueiros gostam disto: