Arquivos do Blog

Cáritas Norte 2 participa de videoconferência sobre o Catanorte

 

Videoconferência apresentada em Belém na Eletronorte

Videoconferência apresentada na Eletronorte em Belém (PA)

A Cáritas Norte 2 participou na tarde do dia 15 da apresentação do projeto Catanorte. O projeto foi apresentado através de videoconferência e ocorreu em Belém, Brasília e em mais nove estados onde será executado o projeto.

O Projeto é desenvolvido pela Eletronorte – Centrais Elétricas do Norte do Brasil (ELN) e parceiros. O objetivo do projeto é o resgate da cidadania de catadores e catadoras que trabalham com resíduos sólidos, fortalecer as ações já desenvolvidas e proporcionar a inclusão social da categoria de forma sustentável. A meta do projeto é incluir 280 mil catadores no processo de coleta seletiva.

O Catanorte atuará em nove estados da Amazônia Legal (Acre, Amapá, Amazonas, Roraima, Rondônia, Pará, Mato Grosso, Tocantins e Maranhão) e o Distrito Federal (DF).

Uma das estratégias do projeto é a criação de um Fórum Estadual Lixo e Cidadania, Comitês Regionais dos Catadores e o cadastramento dos catadores no Cadastro Único do governo federal (Cad Único). O cadastramento é para identificar quem são as pessoas que trabalham como catadores, a partir desse mapeamento será possível conhecer a realidade econômica dos catadores e assim desenvolver políticas públicas para a inclusão da categoria em programas sociais do governo federal.

A videoconferência foi realizada em Brasília, Rio de janeiro e nos nove estados onde será implementado o projeto.  Em Brasília participaram os ministérios de desenvolvimento econômico e social: Ministério do Desenvolvimento Social (MDS); Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (CIISC); Ministério do Meio Ambiente (MMA); Ministério do Trabalho e Emprego (MTE); Ministério da Saúde (MS) e Ministério Público (MP); participaram também o Banco do Brasil, Fundação Banco do Brasil (FBB) e Eletronorte – Centrais Elétricas do Norte do Brasil (ELN).

A Cáritas Brasileira é uma das principais parceiras do projeto. A proposta do organismo, vinculada a CNBB, é dar continuidade as atividades que já realiza como qualificações, formações e sustentabilidade e apoio para o fortalecimento de grupos, cooperativas e/ou associações em vista do desenvolvimento social e econômico da categoria.

A Cáritas no Amapá foi representada por Padre Daniel Nascimento da Cáritas diocesana de Macapá, no Maranhão por Lucineth Cordeiro Machado do Regional Maranhão e no Amazonas por Marcela Vieira da Cáritas Arquidiocesana de Manaus.

No Pará, a reunião foi realizada na cidade de Belém e estavam presentes os representantes da Eletronorte, Banco do Brasil; Fundação Banco do Brasil (FBB); Ministério Público – MP e Cáritas Brasileira Regional Norte 2, representada por Ruth Heide.

Mulheres da Via Campesina ocupam rodovia em Marabá

Fonte: Rogério Almeida – Blog Furo

O movimento realiza um ato com ênfase na pauta ambiental. Ele exige o veto da presidenta Dilma contra o Código Florestal.

O sudeste do Pará é pauta de grandes projetos, entre eles: ampliação do extrativismo mineral, monocultura de eucalipto para a produção de carvão, duplicação da Ferrovia de Carajás, duplicação de rodovias, projeto de construção de hidrelétricas e a viabilização da hidrovia na bacia Araguaia Tocantins.

Conforme a coordenação, o cenário pressiona territórios que já foram definidos, tais como projetos de assentamento da reforma agrária, territórios indígenas e modalidades de reservas ambientais.

Mais detalhes

Maria Raimunda

94 – 9176 0363

 

%d blogueiros gostam disto: