ADEUS A NALDINHO – da Amazônia para o coração do Brasil

Para a tristeza de toda a família Cáritas, faleceu provavelmente no último final de semana, dentro do próprio apartamento, por um infarto fuminante Naldo Andrade, 37 anos, carinhosamente conhecido por Naldinho.

Nascido em Bacabau no Maranhão, aos seis anos de idade fez morada juntamente com a família no município de Brejo Grande do Araguaia, há aproximadamente 100 quilômetros de Marabá. “Mas desde muito cedo, com o excelente trabalho pastoral que desenvolvia, ganhou o mundo”, recordou o irmão Edivan Andrade, queaprendeu a compartilhá-lo com todo o Brasil, e vê-lo apenas esporadicamente em visitas à família.

Se o Pará ficou pequeno para esse grande paraense por vocação, a Cáritas ganhou um excelente companheiro, e pessoas de vários locais do Brasil ganharam um valoroso amigo, companheiro, assessor, mestre. Com grande alegria e vigor contagiantes, ele chegou a ser assessor da Cáritas Regional Minas Gerais por muitos anos, atuou também como assessor do projeto Reciclando Vidas da Cáritas Brasileira. Trabalho este de extrema importância histórica para a Cáritas N2.

Atualmente ele ministrava aulas em Rio Branco, no Acre, último trabalha onde ele pode partilhar o imenso bem que carregava dentro de si.

A Cáritas N2 presta sinceros sentimentos à família de Naldinho. Que parentes e amigos tenham a certeza de que cada abraço, cada risada, cada ensinamento, cada situação difícil que partilhamos com ele, se hora nos fazem chorar, é porque decididamente tudo que vivemos ao lado dessa grande pessoa foi e eternamente será bom.

Publicado em 31/05/2012, em Atualidades. Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Naldo Andrade realmente fez um trabalho grandioso, levando a luta pela justiça e igualdade social pra todos os cantos do Brasil. Sou testemunha viva de que mesmo no mundo digital ele batalhava pelas causas sociais, unindo forças com pessoas também lutadoras.

  2. naldo era um estudioso da soceidade, sempre preocupado com as causas socias. deixa um grande legado a todos nós!!!!!!
    jarbas inacio.

  3. Não tenho palavras pra expressar o que estou sentindo nesse momento, pois, Naldinho foi e sempre será um grande amigo, com ele aprendir a conjugar o verbo amar, nossas peças de teatro dos natias em Brejo Grande do Araguaia será sempre lemmbrada..”Adeus Pedrinho Egraxate”.,

    Saudades,saudades…..

    Mirian Guedes

  4. Flávio Oliveira da Silva

    Conheci Naldo na Ordem dos Frades Pregadores (Dominicanos) onde éramos estudantes. Foi justamente neste contexto que conheci seu lado anunciador da verdade e denunciador das injustiças sociais. Aprendi muito com seus discursos! Sempre o percebi inquieto com o sofrimento dos mais pobres. E um exemplo a ser seguido. Pois, morreu vivendo naquilo que acreditava. Flávio Oliveira da Silva – Lauro de Freitas / Bahia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: