Arquivo mensal: abril 2012

Intercâmbio promove trocas de experiências entre as regiões

Formação a partir de trocas de experiências em fundos solidários. Este é o propósito do intercâmbio que começou hoje (25) em Brasília e termina dia 27, com a participação de grupos do Projeto Fundos Solidários, desenvolvido pela Cáritas Brasileira e parceiros.

Leia mais no blog de Fundos Solidários

Cáritas Diocesana de Óbidos constrói Plano de Ação para prevenção à exploração sexual de crianças e adolescentes.

No período entre os dias 17 a 20 deste mês ocorreu na Diocese de Óbidos o seminário sobre exploração sexual de crianças e adolescentes e tráfico de pessoas sob o título “Ação e Proteção – Enfrentamento ao abuso e exploração sexual de Crianças e Adolescentes”.

De acordo com Francely Brandão, agente da Cáritas Diocesana de Óbidos, a realização do seminário serviu para subsidiar a construção de ações de prevenção contra a violência e a exploração sexual de crianças e adolescentes, ações desenvolvidas pelo projeto Ação e Proteção. O seminário, segundo ela, foi uma junção entre o projeto Ação e Proteção com a temática sobre o tráfico de pessoas.

Participaram do evento comunidades rurais e urbanas; Pastoral da Criança e Social, ambas da Diocese; Cáritas Brasileira Regional Norte 2; Comissão de Justiça e Paz (CJP) do Regional Norte 2 da CNBB; Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Centro de Referência de Assistência Social (Cras).

Sobre a temática, tráfico de pessoas, o seminário contou com a participação da Irmã Marie Henriqueta, coordenadora da CJP, no qual explicou o que é o tráfico de seres humanos e como agem os aliciadores.

De acordo com o Escritório das Nações Unidas Contra Drogas e Crime (UNODC), o tráfico de seres humanos movimenta anualmente entre US$ 7 bilhões e US$ 9 bilhões, e a maioria das vitimas são crianças, adolescentes e mulheres, aliciadas com a finalidade de serem exploradas sexualmente.

Como forma de prevenção, durante o seminário foi construído pelos participantes um Plano de Ação que será implementado com medidas preventivas que serão desenvolvidas durante este ano na cidade de Óbidos. Francely fala que o foco principal do seminário foi a construção do plano para formação de uma rede articulada de prevenção à exploração sexual de crianças e adolescentes no município em defesa junto com a igreja, conselho tutelar e demais órgãos.

EQUIPE DA CÁRITAS NORTE II trabalha para o fortalecimento das Cáritas diocesanas e dioceses colaboram no intercâmbio

Na última Assembleia da Diocese de Castanhal, foi definido como uma das prioridades a formação de Cáritas em todas as paróquias. Nesse sentido, nos dias 21 e 22 de abril de 2012, a Equipe Diocesana da Cáritas de Castanhal realizou um encontro sobre Cáritas Paroquial. O encontro contou com a presença de representantes de 08 paróquias da Diocese de Castanhal.

O primeiro dia contou com Assessoria de Ruth Matos (assessora regional) que trabalhou os aspectos sobre Ação social da Igreja Católica, destacando a missão da Cáritas como continuidade da missão confiada por Jesus. Embasada no evangelho de Mateus 25:35-40 e na Doutrina Social da Igreja, a assessora destacou também que diante dos desafios econômicos, sociais e ambientais do nosso tempo podemos ter uma profunda experiência pessoal e comunitária com a pessoa de Jesus Cristo.

Na convivência com os pobres, na escuta da Palavra de Deus e na celebração da Eucaristia é que devemos saber vê-lo no rosto daqueles com quem ele mesmo quis se identificar”, argumentou Ruth, referindo-se a Constituição pastoral sobre a Igreja no mundo contemporâneo Gaudium et spes.

Lindomar Silva, secretário regional da Cáritas Norte 2, no segundo dia, fez um resgate do trabalho desenvolvido pela Cáritas no Estado do Pará, ressaltando a importância dessas ações em resposta aos desafios sociais que se apresentam na região Amazônica.

Como principais desafios para continuidade do trabalho, Lindomar ressaltou que a Cáritas em qualquer lugar que ela desenvolve sua ação precisa ser de fato um serviço evangélico transformador junto aos diferentes grupos de excluídos; deve apostar na participação popular; trabalhar uma educação que promova a cidadania; que promova a economia solidária e um consumo responsável em época de aquecimento do Planeta.

O momento de Intercâmbio contou com a presença do Sr. Gomes, membro da diocese de Abaetetuba; Ana Patrícia, Vice presidente da Cáritas da Diocese de Bragança e Diácono Miguel, Membro da Cáritas da Arquidiocese de Belém que apresentaram os trabalhos desenvolvidos pelas Cáritas Diocesanas e as perspectivas de ação, os participantes puderam conhecer melhor e na prática as ações que podem ser executadas e dialogaram com eles sobre os apoios, as perspectivas e desafios encontrados na realização da missão Cáritas.

Segundo o presidente da Cáritas de Castanhal, Diácono João Bosco, este é apenas o primeiro encontro do processo de formação das Cáritas Paroquiais, estão previstos mais 02 encontros para o segundo semestre deste ano.

 

Por ERALDO PAULINO, assessor de comunicação da Cáritas Norte 2 (com informações de Ruth Matos)

CÁRITAS DA DIOCESE DE PONTA DE PEDRAS cumpre meta e coleta 118 assinaturas para Lei de Ecosol

A Cáritas da Diocese de Ponta de Pedras no IV Congresso e XVIII Assembléia da Cáritas Brasileira realizada em Passo Fundo (RS) em dezembro do ano passado  ficou responsável em coletar 100 assinaturas do abaixo assinado pela lei de economia solidária, no seu municipio.

Foram coletadas 118 assinaturas, ultrapassando a meta estabelecida.

Região Norte apresenta resultados em seminário nacional

Nos dias 19 e 20 de abril ocorre em Brasília/DF o Seminário de Monitoramento do Projeto de Articulação Nacional dos Fundos Solidários. A delegação do norte foi composta por articuladores, representantes de experiências além do  coordenador do projeto Promoção do Desenvolvimento Local por Meio de Fundos Solidários na Região Norte do Brasil, Alison Castilho.

Alison apresentou na tarde do dia 19/04 os resultados preliminares alcançados nestes meses iniciais.Pautou sua apresentação destacando as metas, resultados e dificuldades. Entre as metas apresentadas, a de mapear 50 fundos solidários e fomentar outros 50.

Quanto aos resultados, foi apresentada a finalização da contração da equipe, realização de oficina de planejamento, criação do Conselho Gestor, oficinas de disseminação da metodologia de fundos solidários, as parcerias em toda a região Norte, entre outros.

No debate foi colocada a dificuldade de logística o que dificulta significativamente os resultados das ações. Outra questão levantada foi a pouca abrangência da rede cáritas na Amazônia e a maioria das existentes serem novas.

As ações e práticas das redes na Amazônia foram questionadas. Como ocorre este tipo experiência e seus resultados?As respostas sobre essas experiências foram relatadas pela delegação.Por último, a foi apresentada a agenda do projeto para o final do mês de maio das ações do projeto.

%d blogueiros gostam disto: